Com o objetivo de incentivar ações que contribuam para a conservação da biodiversidade, o fomento e divulgação dos conhecimentos tradicional e científico e a promoção do desenvolvimento sustentável na área da Mata Atlântica, o CN-RBMA criou, em 1993, o Prêmio Muriqui, hoje reconhecido como uma das mais importantes homenagens às ações ambientais no país.

O Prêmio é constituído de uma estatueta de bronze representando um Muriqui (Brachyteles arachnoides e B. hypoxanthus) e um diploma. O Muriqui é o animal símbolo da RBMA. Os premiados escolhidos através de voto dos membros do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica em suas ações anuais.

Anualmente são outorgados apenas dois prêmios. Uma para pessoas físicas e outro para entidades públicas e privadas, nacionais ou internacionais que tenham se destacado por suas atividades em benefício da Mata Atlântica. Excepcionalmente três prêmios, no máximo, podem ser atribuídos no mesmo ano.

Lista dos premiados

2010 - Especial 20 Anos da RBMA

Márcia Hirota
Rui Barbosa da Rocha
Instituto Baleia Jubarte
APREMAVI
Elizete Sherring Siqueira
Henrique Fragoso Berbert de Carvalho
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica

2009

Osvaldo Timóteo da Silva
Instituto Curicaca
Paulo Ramalho Pedrosa (in memorian)

2008

Célio Murilo de Castro Vale
Associação para Proteção da Mata Atlântica do Nordeste - AMANE
Miguel Antonio de Goes Calmon

2007-

Paulo Nogueira Neto
ONG Sol Nascente Maquiné
Antonio Gomes dos Santos - Seu Toinho -

2006

Renato Pêgas Paes da Cunha
Associação de Proprietários de RPPN da Bahia e Sergipe - PRESERVA
Prof. Dr. Roberto Miguel Klein (in memorian)

2005

José Carlos Carvalho
Consórcio de Desenvolvimento Sustentável da Quarta Colônia - RS - CONDESUS
UNESCO
- Sede - Paris
- Oficina Regional de Ciência para América Latina e Caribe - Montevidéu
- Escritório de Representação no Brasil - Brasília

2004

Mário César Mantovani
Instituto de Estudos Sócios-Ambientais do Sul da Bahia - IESB
Programa Globo Ecologia

2003

Fredmar Correia
Museu Melo Leitão/ES

2002

Aziz Ab´Saber
José Lutzemberger (in memorian)
Mosteiro Zen do Morro da Vargem-ES

2001

Alceo Magnanini
O Engº Agrônomo Alceo Magnanini é praticamente um homem da Mata Atlântica.
É considerado um dos pioneiros no Brasil no campo da Conservação da Natureza e da Ecologia, para onde sempre orientou sua atenção, realizando e incentivando estudos essenciais, trabalhos de pesquisa científica, projetos executivos, divulgação, popularização dos assuntos correlatos à proteção ambiental.
Rede de ONGs da Mata Atlântica
A RMA foi criada durante a ECO 92, com a missão de oferecer intercâmbio de informações relativas à Mata Atlântica, visando sua conservação através da mobilização, da ação política coordenada e do apoio mútuo entre as ONGs.
Desde sua fundação, vem congregando mais de 60 entidades ambientalistas que atuam em defesa da Mata Atlântica, em 14 estados brasileiros.
Atualmente, é um verdadeiro espaço de troca e convergência de trabalhos das entidades filiadas, contribuindo para a mobilização de esforços conservacionistas de todo país.
José Pedro de Oliveira Costa (Prêmio Especial)
O arquiteto José Pedro de Oliveira Costa, atual Secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, foi o primeiro Secretário Estadual de Meio Ambiente de São Paulo e é o principal responsável pela declaração da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
Exerceu por duas vezes a presidência do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, é Consultor Mundial da UNESCO para Sítios do Patrimônio.

2000

Sebastião Salgado
Um dos mais importantes fotógrafos do mundo, que sempre demonstrou em sua arte uma preocupação social. E hoje através do Instituto Terra alia a preocupação com a preservação e conservação da Mata Atlântica.
República Federal da Alemanha
Pela importante contribuição institucional, técnica e financeira que vem dando à conservação da Mata Atlântica nas duas últimas décadas, através de suas agências de cooperação, especialmente o KFW e o GTZ. Essa atuação transformou a Alemanha no país estrangeiro que mais destina recursos para a Mata Atlântica.
Judith Cortesão (Prêmio Especial)
É uma referência básica do estudo e proteção não apenas da Mata Atlântica, mas da Natureza Brasileira.
A sua integração perfeita entre Ambiente, Cultura e Educação aliada a uma permanente mobilização social, fizeram da Dra. Judith uma candidata natural ao Prêmio Muriqui Especial 2000 da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

1999

João Paulo Capobianco
Biólogo, coordenador do Instituto Sócio Ambiental, Presidente da Rede de ONGs da Mata Atlântica, foi durante muito tempo superintendente da Fundação SOS Mata Atlântica e liderou a Associação em Defesa da Juréia. Vem lutando sempre pela Mata Atlântica e pelo respeito às comunidades tradicionais.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Criado em 1808, por D. João VI com o objetivo de implantar no país atividades de propagação de plantas, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, ao completar 192 anos reafirmou seu compromisso histórico com a pesquisa e a conservação da flora brasileira.
Há 10 anos criou o Programa Mata Atlântica, voltado para o estudo e a conservação dos remanescentes da floresta, tendo promovido inventários florísticos, implementação de banco de dados de Mata Atlântica e estudos de modelos de revegetação, revisando dessa forma seu compromisso com a Mata Atlântica.

1998

Denise Marçal Rambaldi
Engenheira Florestal, trabalhou pela implantação do Parque Florestal Ibitipoca, coordenou e supervisionou a implantação do Parque Municipal Eurico Figueiredo em Conselheiro Lafayete - MG.
Há anos atua no projeto de Proteção do Mico Leão Dourado, sendo uma das responsáveis pelo seu sucesso.
Fundação SOS Mata Atlântica
Primeira entidade ambientalista não governamental a desenvolver uma campanha nacional, em defesa da Mata Atlântica. Tornou-se entidade referencial, dada a importância e qualidade de seus trabalhos como o Atlas da Mata Atlântica que publica periodicamente.

1997

Russell A. Mittermeier
Ecologista, professor e primatólogo, um dos principais defensores do meio ambiente no cenário internacional. Foi vice-presidente do WWF-US, e desde a década de 80 é presidente da Fundação Conservation International. É grande incentivador da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo
Além dos trabalhos em áreas de Mata Atlântica no Estado, tem assumido uma postura de liderança na defesa dos remanescentes de Mata Atlântica a nível nacional. Sempre proporcionou apoio físico e material, bem como funcionários para os trabalhos desta Reserva da Biosfera.

1996

Almirante Ibsen de Gusmão Câmara
Emérito ambientalista. Participa do Conselho de várias ONGs ambientalistas brasileiras. Representou o movimento ambiental brasileiro em diversas ocasiões no exterior. É autor do Plano de Ação para a Mata Atlântica, um dos mais expressivos documentos já publicados sobre a conservação deste ecossistema.
Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural - AGAPAN
ONG brasileira, desde 1971 luta pela defesa da Mata Atlântica tendo participado ativamente de seu processo de tombamento no RS. É membro do Comitê Gaúcho desta Reserva da Biosfera.

1995

Miguel Serediuk Milano
Engenheiro Florestal, Mestre e Doutor em Ciências Florestais, Professor da UFPR, autor de mais de 40 trabalhos técnico-científicos, criador do Parque Nacional da Serra Geral - RS, Diretor da Fundação O Boticário.
Sebastião Salles de Sá (in memorian)
Companheiro capixaba. Coordenador do Projeto Mata Atlântica e Presidente do Conselho de Cultura no Estado. Pelo muito que fez, com seu trabalho incansável e ações importantes pela criação da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
Projeto Centro TAMAR/IBAMA
Pioneiro no desenvolvimento de um projeto de grande relevância para a proteção das tartarugas marinhas que se encontravam extremamente ameaçadas e pelo grande sucesso alcançado na execução dessa tarefa de forma sustentada.

1994

Professor Adelmar Coimbra Filho
Fundador do Centro de Primatologia do Rio de Janeiro. Eminente biólogo, membro da Academia Brasileira de Ciências, autor de vários trabalhos, representante do Brasil em eventos científicos internacionais, é grande incentivador da Reserva. da Biosfera.

Projeto Centro Peixe-Boi/IBAMA
Pelos grandes esforços realizados na identificação de soluções e em sua aplicação na conservação e recuperação dessa importante espécie, e também pelos promissores resultados já alcançados.



1993

Roberto Lange (in memorian)
Ativo conservacionista paranaense. Lutou intensamente em defesa da Mata Atlântica. Foi relator do processo de tombamento da Serra do Mar no Estado do Paraná.

Sociedade Nordestina de Ecologia –SNE
Atuou como coordenadora dos trabalhos de elaboração da proposta da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica nos estados do: Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

Fundação Brasileira para Conservação da Natureza-FBCN
Durante anos foi a única Fundação Ambientalista a atuar no panorama político brasileiro, tendo participado ativamente de inúmeras e históricas atividades e batalhas em defesa da Mata Atlântica.



Links relevantesAgendaGlossário

© 2004 Conselho Nacional Reserva da Biosfera da Mata Atlântica
Rua do Horto, 931 - Horto Florestal
CEP 02377-000 - São Paulo - SP
Tel: + (55 11) 2232-5728
E-mails: rbma@rbma.org.br
              cnrbma@uol.com.br