VIII Congresso Interamericano de Conservação em Terras Privadas, Rio de Janeiro, dezembro 2008

10 - 12 de dezembro / Rio Othon Palace Hotel, Rio de Janeiro, Brasil

10 de Dezembro, Quarta-Feira:

14h00 a 16h00
Inscrição e entrega de materiais.

19h00
Cerimônia de abertura, com mesa de autoridades e conferência de abertura (a ser ministrada por proprietário ou proprietária de reserva) seguida por apresentação cultural e coquetel.

11 de Dezembro, Quinta-Feira:

08h30
Primeira Sessão: O papel dos governos e as políticas públicas para a conservação em terras privadas. Coordenação: Alexandre Martinez (Confederação Nacional de RPPN e  Alianza de Redes Latinoamericanas de Conservación Privada).
- Apresentação 1.1: Ministério do Meio Ambiente do Brasil.
- Apresentação 1.2: Estratégia regional de conservação em terras privadas da Comissão Centro-Americana de Ambiente e Desenvolvimento.
- Apresentação 1.3: Estratégias e Ferramentas para a conservação privada nos países andino-amazonicos Pedro Solano (Sociedad Peruana de Derecho Ambiental).

10h00
Cerimônia para assinatura de protocolo de cooperação entre países latino-americanos.

10h15
Café com bate-papo.

10h30
Segunda Sessão: Negócios e conservação em terras privadas: financiando os sonhos. Coordenação: Carlos Chacón (TNC América Central)
- Apresentação 2.1: Ecoturismo em reservas privadas: o exemplo da Costa Rica.
Franklin Carmiol (Red Costarricense de Reservas Privadas).
- Apresentação 2.2: GreenBooks: Cafés sustentáveis da Guatemala. Federico Fahsen (Red de Reservas Naturales Privadas de Guatemala).
- Apresentação 2.3: Conservação privada e negócios nos Estados Unidos, Australia y África. Phil Tabas (The Nature Conservancy – Estados Unidos).

12h30
Intervalo para almoço.

14h00
Workshops Simultâneos (cada workshop terá o mínimo de 2 e o máximo de 3 apresentações curtas, estudo de caso, seguidas de debates coordenados).
Workshop 1: Ecoturismo em reservas privadas: Coordenação: Roberto Gomez. Fundación Natura (Colombia).
- Caso 1.1. O Ecoturismo e o agroturismo como ferramentas de conservação e bem estar nas reservas naturais da sociedade civil na Colômbia.  Daniel Uribe (Agroecotur –Colômbia).
- Caso 1.2 – RPPN Cristalino – Cristalino Lodge. Renato Farias (Fundação Ecológica Cristalino  – Brasil)
- Caso 1.3: O Circuito turístico das reservas privadas de Atitlán, Guatemala. Andy Burge (Tarrales Lodge, Guatemala).
Workshop 2: Negócios associados com a conservação.
- Caso 2.1: O agronegócio e a conservação da biodiversidade: As Reservas Legais no Bioma Cerrado, Brasil. Henrique Santos (TNC Brasil – Savanas Centrais)
- Caso 2.2: A experiência do ecoturismo comunitário no Ecuador. Miguel Morejón (Corporación Nacional de Bosques Privados del Ecuador).
Workshop 3: Conservação com agricultura e pecuária. Coordenação: Jaime Erazo – The Nature Conservancy
- Caso 3.2: Agrosilvicultura para a conservação da Amazonia peruana. Victor Zambrano (Perú)
- Caso 3.3: Acordos de Conservação entre particulares, ferrramenta para restaurar paisagens pasto.  Clara Solano – Fundación Natura - Colombia
Workshop 4: Políticas e ações publicas de incentivo a conservação voluntária em terras privadas. Coordenação: Wilson Loureiro . IAP – Paraná – Brasil
- Caso 4.1: O marco legal da conservação privada e comunitária no Peru. Bruno Monteferri (Sociedad Peruana de Derecho Ambiental - SPDA).
- Caso 4.2:  O Programa de RPPN no Estado do Rio de Janeiro. Adriano Melo (Instituto Estadual de Florestas).
- Caso 4.3: Conservação da biodiversidade e agricultura familiar: as estratégias do Projeto Paraná Biodiversidade - Erich Gomes Schaitza- Gerente Geral - Projeto Paraná Biodiversidade

16h00
Café com bate-papo.

16h30
Terceira Sessão: Mesa redonda sobre Redes de Conservação Privada;
- Apresentação 3.1: Histórico e estratégia da Aliança de Redes Latino-Americanas de Conservação Privada. Pedro Moreno (Asociación Red de Reservas Naturales de la Sociedad Civil de Colombia).
- Apresentação 3.2: Histórico e estratégia da Rede Meso-Americana de Redes de Reservas Privadas. Claudia Garcia (directora ejecutiva de la Red Mesoamericana de Reservas Privadas).
- Presentación 3.3 Histórico y estratégia da Confederação  Nacional de RPPN, Brasil. Rodrigo Castro (CNRPPN).
- Presentación 3.4: Histórico y estratégia da Xarxa de Custódia dos Territorios. Monte Matsó  (Xarxa de Custòdia del Territori).

18h30
Encerramento do dia.

19h30
Jantar, por adesão.

12 de Dezembro, Sexta-Feira:

08h30
Quarta Sessão: O papel da conservação em terras privadas. Coordenação:Heidi Rubio Torgler (Iniciativa de Conservación y Desarrollo Sostenible para la Interoceanica Sur – iSur, Perú).
- Apresentação 4.1: A importância dos esforços privados para a conservação da biodiversidade.
- Apresentação 4.2: Reservas privadas como provedoras de serviços ambientais  - Pia Escobar – Fundación Natura Colombia
- Presentación 4.3: Das terras altas andinas (“puna”) às florestas: O desafio de conservar 140 mil hectáreas em uma concessão para conservação. Karina Pinasco, Amazónicos por la Amazonia (AMPA, Perú).

10h00
Café com bate-papo.

10h30
Quinta Sessão: A conservação corporativa e a conservação comunitária: dois mundos que se completam ou que competem entre si? Coordenação: Rodrigo Castro (CNRPPN).
- Apresentação 5.1: Conservação corporativa no Brasil: exemplos do setor florestal na Mata Atlântica brasileira. Beto Mesquita (Instituto BioAtlântica y Consejo de Coordinación del Diálogo Forestal).
- Apresentação 5.2: A iniciativa de conservação comunitária do Peru: áreas pequenas, grandes desafios. Cesar Franco, Presidente Junta Directiva RESNATUR, Colombia.

12h00
Intervalo para o almoço.

13h00
Workshops simultâneos (cada workshop terá o mínimo de 2 e máximo de 3 apresentações curtas – estudo de caso – seguidas de debates coordenados).
Oficina 5: Reservas privadas e biodiversidade. Coordenação: Clara Solano Fundación Natura (Colômbia).
- Caso 5.1: Diagnóstico das reservas privadas da Argentina. Alejandra Carminati (Fundación Vida Silvestre, Argentina).
- Caso 5.2: O papel das reservas privadas para a biodiversidade no  Brasil. Adriano Paglia. Conservação Internacional..
- Caso 5.3: O programa da IUCN/Holanda  de Conservação em terras privadas na América Latina -. Marc Hoogeslag - IUCN/ Holanda.
Oficina 6: Serviços ambientais em reservas privadas. Coordenação: Adriano Melo (Instituto Estadual de Florestas).
- Caso 6.1: Servidão Florestal e ICMS Ecológico no estado do Paraná, Brasil. Alexandre Martinez (ONG Preservação, Brasil).
- Caso 6.2: A experiencia do pagamento por serviços ambientais no Paraguay. Ana Maria Macedo (Red Paraguaya de Conservación Privada).
- Caso 6.3: Fundo Nacional de Financiamento Florestal da Costa Rica.
Oficina 7: Conservação corporativa. Coordenação: Federico Fahsen (Red de Reservas Privadas de Guatemala)
- Caso 7.1: Reserva Florestal de Linhares - Renato de Jesus (VALE)
- Caso 7.3: A Reserva Natural de Villavicencio, Harmonia entre proteção e produção. Mariana Liberman - Coordinadora de Recursos de Agua. DANONE. Argentina 
Oficina 8:Conservação comunitária e familiar. Coordenação: Manuela Ruíz o Pedro Moreno. Asociación Red de Reservas Naturales de la Sociedad Civil de Colombia
- Caso 8.1: Combinando reforma agraria e conservação de biodiversidade: dois casos na Bahia. Henrique Berbert (Instituto Floresta Viva, Brasil).
- Caso 8.2: A Reserva Mbaracayu, no Paraguai. Yan Esperanza (FMB Paraguay).
- Caso 8.3: Integrando pessoas e terras com segurança jurídica: A iniciativa da conservação comunitária do Peru. Pedro Solano (SPDA, Perú).

15h00
Café com bate-papo.

15h30
Debate com os 8 coordenadores dos workshops, para apresentação dos principais resultados.

17h00
Plenária final e cerimônia de encerramento.

 
Links relevantesAgendaGlossário

© 2004 Conselho Nacional Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

Rua do Horto, 931 - Horto Florestal
CEP 02377-000 - São Paulo - SP
+ (55 11) 2208-6080 / 2208-6082
secretaria@rbma.org.br | cnrbma@rbma.org.br | cnrbma@uol.com.br

Mercado Mata Atlântica - RBMA:
E-mail: mercado@rbma.org.br