Cadastro Nacional das RPPN

Proprietários são incentivados a registrar terras em cadastro nacional de reservas particulares

A The Nature Conservancy (TNC) e a Confederação Nacional de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (CNRPPN) realizaram no último dia 17 de janeiro, curso de capacitação para representantes de todas as Associações Estaduais de Proprietários de RPPN para incentivar a alimentação de dados no cadastro nacional de reservas particulares do Brasil, disponível no site www.reservasparticulares.org.br. Participaram representantes de 17 associações que congregam todos os Estados do País. O cadastro nacional foi lançado em agosto de 2007 e já conta com 684 RPPN cadastradas, totalizando 544 mil hectares conservados em terras privadas.

O cadastro nacional de reservas particulares divulga de forma atraente e valoriza as reservas do Brasil. Pode ser acessado na internet, possibilitando a visualização das reservas cadastradas e georeferenciadas por meio de uma interface com o Google Earth. O banco de dados disponibiliza também os limites dos biomas, das fisionomias vegetais e das unidades de conservação públicas.

Além de possibilitar uma troca de informações com objetivo de melhorar a gestão das reservas particulares, o banco de dados dá suporte na construção de políticas de incentivo e também permite ao proprietário de reservas fazer pesquisas, cadastrar e atualizar as informações de suas área com facilidade. Segundo Henrique Garcia, Coordenador de Conservação em Terras Privadas da TNC, “somente conhecendo o potencial de conservação das reservas particulares e o papel que cada uma exerce na proteção da biodiversidade é que poderemos criar uma rede de incentivos. E o banco de dados permite claramente o conhecimento da realidade das reservas particulares brasileiras”.

O cadastro mostra o mapa da propriedade, dados cadastrais, caracterização como habitats especiais existentes e espécies de fauna e flora, dados sobre ecoturismo, sustentabilidade da reserva, pesquisa, gestão, educação ambiental e também a interação social da reserva com o entorno, além de fotos. O desfio será manter o banco de dados sempre atualizado e dar suporte aos processos de gestão das reservas de forma particular e das redes de proprietários.

O presidente da CNRPPN, Alexandre Martinez, que também é diretor-executivo da ONG Preservação em Guarapuava, explica que o curso de incentivo ao uso do cadastro nacional de RPPN facilitará a disseminação do banco de dados em todo o país. O cadastro em si, segundo ele, é uma grande oportunidade de nivelar as informações sobre reservas particulares, facilitando a administração das reservas pelos proprietários e também a interação com os governos. Para ele, “o cadastro nacional de RPPN é uma ferramenta estratégica de gestão que precisa ser alimenta constantemente”.

Fonte: Assessoria de Imprensa da TNC

Tatiana Lazzarotto
Assessora de Imprensa da ONG Preservação

Guarapuava - PR
(42) 3622-0777

 
Links relevantesAgendaGlossário

© 2004 Conselho Nacional Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

Rua do Horto, 931 - Horto Florestal
CEP 02377-000 - São Paulo - SP
+ (55 11) 2208-6080 / 2208-6082
secretaria@rbma.org.br | cnrbma@rbma.org.br | cnrbma@uol.com.br

Mercado Mata Atlântica - RBMA:
E-mail: mercado@rbma.org.br