País pode dobrar produção de pescados em quatro anos, diz ministro

A Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (Seap) pretende dobrar a produção de pescado do país, chegando a 2 milhões de toneladas por ano até 2011, de forma sustentada e com inclusão social, afirmou o ministro Altemir Gregolin.

Gregolin participou ontem (11) da instalação da 2ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Aqüicultura e Pesca, que reúne representantes de 54 entidades governamentais e da sociedade civil. Eles discutem os caminhos para o desenvolvimento sustentado da pesca no país, e até hoje (12) elaboram documento com os rumos do setor nos próximos quatro anos.

Segundo o ministro, o encontro é estratégico e tem legitimidade para definir ações e programas e, com base nisso , ter uma orientação segura sobre o que fazer para desenvolver a pesca brasileira.

"A participação do conselho nos dá segurança de que estaremos investindo os recursos de forma compartilhada com quem faz e vive da atividade, e isso é fator determinante para que as políticas dêem certo".

Ele acrescentou que a prioridade do governo é a pesca artesanal, tanto na plataforma marítima quanto em rios, açudes e represas, com benefícios diretos às comunidades de pescadores e até de assentamentos rurais.

Gregolin citou como exemplo o assentamento Aracati, no município de Touros, no Rio Grande do Norte, onde a renda mensal da criação de peixes é de um salário mínimo para cada família.

Fonte: Stênio Ribeiro / Agência Brasil
Ambiente Brasil (12/07/2007)

 
Links relevantesAgendaGlossário

© 2004 Conselho Nacional Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

Rua do Horto, 931 - Horto Florestal
CEP 02377-000 - São Paulo - SP
+ (55 11) 2208-6080 / 2208-6082
secretaria@rbma.org.br | cnrbma@rbma.org.br | cnrbma@uol.com.br

Mercado Mata Atlântica - RBMA:
E-mail: mercado@rbma.org.br